Manual de Instalação do Aquecedor Solar

Instalação Aquecedor Solar Kisol

A boa instalação do aquecedor solar é essencial para o correto funcionamento do sistema, por isso, leia atentamente e aplique as instruções contidas neste manual. Desfrute do melhor que a natureza tem para lhe oferecer e aproveite o conforto que a energia do sol pode lhe proporcionar. A Kisol está à sua disposição para esclarecer suas dúvidas, ouvir suas sugestões e suas críticas.

Este manual é dividido em 05 partes. Fique a vontade de acessar diretamente o conteúdo que lhe interessa.

  1. Recomendações gerais - parte 1

  2. Recomendações gerais - parte 2

  3. Sistemas com baixa pressão (termossifão)

  4. Sistemas com alta pressão

  5. Sistemas com circulação forçada

1. Recomendações Gerais

Para uma correta instalação do Aquecedor Solar, procure profissionais habilitados e que sigam corretamente, além dos itens contidos neste manual, a norma NBR 15569 Sistema de aquecimento solar de água em circuito direto Projeto e Instalação.

1.1 Localização do Equipamento

A localização de cada item do sistema de aquecimento é fundamental para o bom funcionamento do aquecedor solar, assim, as instruções abaixo devem ser seguidas:

  • O reservatório térmico deve ser instalado o mais próximo possível dos pontos de consumo, pois desta forma será minimizado o desperdício de água (a água quente chegará mais rápido aos pontos de consumo) e haverá menor perda de calor através das tubulações. Se a distância for maior que 5 metros, deve-se considerar a instalação de uma bomba para circulação da água quente.

  • O reservatório térmico deverá ter seu suporte totalmente apoiado em uma estrutura plana, resistente ao seu peso cheio (veja tabelas RESERVATÓRIO TÉRMICO - BAIXA PRESSÃO e RESERVATÓRIO TÉRMICO - ALTA PRESSÃO) e totalmente nivelado. O local de instalação deste equipamento deve ser de fácil acesso, para facilitar possíveis manutenções como: troca da resistência elétrica, troca do bastão de anodo, ajuste do termostato, etc.

  • Para as regiões abaixo da linha do Equador (Hemisfério Sul) os coletores solares deverão ser direcionados para o Norte Geográfico, e para as regiões acima da linha do Equador (Hemisfério Norte), deverão ser direcionados para o Sul Geográfico.

  • O desvio máximo de direcionamento dos coletores solares é de 30°. Caso seja necessária a instalação em uma posição com desvio maior que 30°, uma área maior de coletores deve ser utilizada.

  • Desvios maiores que 90° não são recomendados.

  • Para as regiões acima da linha do Equador (hemifério norte), os coletores deverão ser direcionados para o Sul Geográfico, com o mesmo desvio máximo permitido.

Posicionamento dos coletores

Esta ilustração corresponde ao posicionamento ideal dos coletores para
instalações no Hemisfério Sul.

O ângulo de inclinação dos coletores solares deve ser igual à latitude do local, podendo variar para mais 10°.

Por exemplo:
Latitude da cidade de São Paulo: Aproximadamente 23°
Inclinação ideal: de 23° a 33°.

Para todos os casos de instalação por circulação natural (termossifão), deve-se obedecer a inclinação mínima de 15°, mesmo quando a latitude for menor que este valor.

Inclinação correta dos coletores

A fixação dos coletores ao telhado ou ao suporte deverá ser feita pelos tubos de cobre, com material resistente à corrosão e a altas temperaturas, como por exemplo, fio de cobre ou arame galvanizado.

Conferir se não haverá sombra no local onde os coletores solares serão instalados, como por exemplo, próximo a árvores ou edificações.